Início » Qual a importância de resiliência cibernética em empresas?

Qual a importância de resiliência cibernética em empresas?

Qual a importância de resiliência cibernética em empresas?
A quarta e mais nova revolução industrial já é certamente uma realidade e, nesse cenário, as empresas passaram a ter a tecnologia como seu principal pilar, tanto em processos operacionais internos, quanto para todas as certeiras decisões. A resiliência cibernética desenvolveu-se, então, graças à necessidade por segurança digital para os negócios.

Apesar de o assunto já ter se tornado alvo de diversas discussões, muitas vezes o conceito é confundido com o de segurança da informação. Existe verdadeiramente uma relação entre as duas coisas, mas como complementares e não como sinônimos.

Redigimos então esse conteúdo super completo para tirar todas as possíveis dúvidas sobre a verdadeira importância desse conceito para todas as corporações. Vem com a gente!

O que realmente é resiliência cibernética?

Esse conceito vai além do ideal de assegurar, para o meio digital, uma segurança poderosa. No cenário real, a complexidade desses ambientes tomou tão grande proporção, que é plenamente impossível declarar uma postura integralmente sem ameaças. A verdade é que qualquer rede está sujeita a invasões ou falhas.

Nesse contexto, a resiliência cibernética é uma tática para enfrentar adversidades na infraestrutura de tecnologia de uma corporação. Isso compreende inúmeros planos de ação para a situação, por exemplo, de um ataque a rede ou uma falha inesperada. Caso algum hacker consiga, de alguma forma, tomar para si alguns dados da empresa, esse plano será colocado em prática a fim de minimizar as danificações à rede e ao status da firma.

Oferecer diversos produtos/serviços de maneira convencional não é mais suficiente para o atual mercado. A procura por melhoramento de processos faz com que, a cada dia, mais negócios apostem plenamente na inovação, visando um nível altíssimo de integração de dados.

Mas, com toda essa inovação, os riscos aumentam de modo significativo. Toda essa apresentação das plataformas das empresas atrai diversos hackers. Assim, além da íntegra segurança da informação, é necessário também ter resiliência dentro das dentro das firmas: estar atenta e equipada com respostas bem rápidas e eficientes para lidar com complicações.

Porque é fundamental para as empresas?

As empresas estão transitando por uma fase de imensas e diversas inovações, com os rápidos avanços tecnológicos. Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT) são termos e conceitos já familiares para quem conhece da área.

No entanto, o poder da tecnologia deixou também ainda mais expostos os dados de corporações. Por exemplo, a Internet das Coisas é plenamente capaz de administrar dados em tempo real e repassar informações vida rede sem fio (wireless).

Esses dispositivos, porém, podem ser facilmente invadido e, pense agora a complicação para a empresa de ter roubados tantos componentes de informação sensíveis! Mesmo um rápido e mais simples vírus já pode causar um baita caos.

A função desse conceito então é aumentar de forma visível a segurança das informações da empresa, e o passo primeiro é reconhecer todos os riscos e avaliar tudo de pior que se pode ocorrer caso as suas redes sejam verdadeiramente invadidas por pessoas mal-intencionadas.

Depois, é necessário elaborar várias respostas para as possíveis adversidades, assegurando uma ação bastante rápida caso algo não saia como o esperado. O processo abrange avaliar inúmeras questões internas de cada negócio para traçar táticas que verdadeiramente solucionem todos os problemas, minimizando ao máximo os impactos causados.

Se você curtiu esse conteúdo e realmente solucionou suas dúvidas acerca do assunto, não deixe de conferir nossos outros artigos, temos certeza que vai gostar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *